• Twitter
  • Facebook
  • You Tube
Buscar

O que é vidro float?

O sistema float surgiu por volta dos anos 1950, na Grã-Bretanha. O processo inovador, criado por sir Alastair Pilkington, tinha por base fazer o vidro (ou sua massa), ainda não derretido, flutuar em estanho derretido. Depois, o vidro ganha a espessura desejada, é recozido, resfriado e recortado. Também chamados de vidros planos, os floats são de excelente uniformidade e não possuem quase nenhuma distorção óptica.

O processo do vidro float foi desenvolvido pela Pilkington em 1952 e é padrão mundial para a fabricação de vidro plano de alta qualidade.

O processo, que originalmente produzia somente vidros com espessura de 6 mm, produz atualmente vidros que variam entre 0,4 e 25mm. As matérias-primas são misturadas com precisão e fundidas no forno. O vidro fundido a aproximadamente 1000ºC, é continuamente derramado num tanque de estanho liquefeito, quimicamente controlado. Ele flutua no estanho, de maneira similar à que ocorre quando se misture óleo e água, espalhando-se uniformemente.

A espessura é controlada pela velocidade da chapa de vidro que se solidifica a medida que continua avançando. Após o recozimento (resfriamento controlado), o processo termina com o vidro apresentando superfícies polidas e paralelas.

Geralmente utilizados na construção civil, automóveis, eletrodomésticos, móveis e objetos de decoração, os vidros planos são considerados, hoje, dominantes na indústria vidreira mundial.

O vidro plano (float) atende à norma ABNT NBR NM 294:2004.

Descrição

O vidro é uma substância inorgânica, homogênea e amorfa, obtida através do resfriamento de uma massa em fusão. Suas principais qualidades são a transparência e a dureza.

O vidro distingue-se de outros materiais por várias características: não é poroso nem absorvente, é ótimo isolador, possui baixo índice de dilatação e condutividade térmica, suporta pressões de 5.800 a 10.800 Kg por cm2.

O vidro é uma substância inorgânica, homogênea e amorfa, obtida através do resfriamento de uma massa em fusão. Suas principais qualidades são a transparência e a dureza. O vidro distingue-se de outros materiais por várias características: não é poroso nem absorvente, é ótimo isolador, possui baixo índice de dilatação e condutividade térmica, suporta pressões de 5.800 a 10.800 Kg por cm2.

 

Composição Química do Vidro

A sucata de vidro, limpa e selecionada, é usada para auxiliar a fusão. Os vidros coloridos são produzidos acrescentando-se à composição corantes como o Selênio (Se), Óxido de Ferro (Fe2O3) e Cobalto (Co3O4) para atingir as diferentes cores.

 

Principais Qualidades e Características

 

  • Reciclável
  • Transparência (permeável à luz)
  • Dureza
  • Não absorvência
  • Ótimo isolador dielétrico
  • Baixa condutividade térmica
  • Recursos abundantes na natureza
  • Durabilidade